Buscar Website in English

Sala de Imprensa

Releases

Economizar água é a chave do Ambientação - Releases - Sala de Imprensa - Fundação Toyota do Brasil
04.09.2019
Fazer download do artigo em formato Word

Economizar água é a chave do Ambientação

Programa contou com a participação de representantes da sociedade civil e funcionários públicos de Campinas e região para redução do consumo de recursos naturais;

Mariana Missio e Dominique Missio são irmãs. Sempre foram unidas. A primeira delas é formada em engenharia de produção. A segunda, inspirada pela caçula, decidiu seguir pela mesma carreira e, hoje, atua como Coordenadora de Projetos e Educação Ambiental na Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Campinas.

O fato é que há seis meses, as irmãs se uniram em prol do meio ambiente por meio da implementação do Projeto Ambientação em sua própria residência. A história começou quando Dominique soube da segunda edição do curso, promovido pela Fundação Toyota do Brasil em Campinas. Mariana, por sua vez, decidiu acompanhar a irmã. Em meio ao material didático, elas foram apresentadas ao Toyota Business Practices (TBP), ação que utiliza método da montadora japonesa para resolução de problemas. Aliás, reapresentadas, pois tal metodologia é velha conhecida dos engenheiros, que a utilizam no processo de lean manufacturing, que serve para redução de custos e enxugamento de processos.

Ali, durante a aula, Dominique comentou com Mariana que ambas estavam no lugar certo, pois o conteúdo traria algo que ambas adoram fazer. Mas, em meio à vida corrida de Dominique - que percorre toda a cidade de Campinas conduzindo políticas públicas de educação ambiental - era impossível se dedicar à um único lugar, aplicando medidas, tomando notas etc. "Foi aí que a minha irmã sugeriu de desenvolvermos o TBP juntas, em nossa casa". Para a surpresa de ambas, quando os dados foram coletados, notou-se que a causa raiz do problema estava no banheiro da residência da própria Dominique.

"Havia um vazamento no meu chuveiro e, para completar, a válvula de descarga também desperdiçava muita água. Com isso, optamos por trocá-los. O resultado disso foi a redução de 32% e 67% no consumo de água do chuveiro e do vaso sanitário, respectivamente.", comemora Dominique. "É justamente no horário que não estou trabalhando que percebi o quanto a gente desliga da responsabilidade da preservação ambiental. Não podemos desligar um só minuto, pois é neste momento que a gente percebe que baixamos a guarda", finaliza.

Este foi um dos 18 projetos apresentados na sexta-feira, 30 de agosto, durante o encerramento da 2ª edição do Projeto Ambientação na Região Metropolitana de Campinas (RMC), no interior de São Paulo. O evento aconteceu no (IAC) Instituto Agronômico de Campinas, no estado de São Paulo. No total, sete municípios vizinhos se mobilizaram em prol da conservação dos recursos naturais. Durante este período, funcionários públicos e representantes da sociedade civil foram capacitados por meio da aplicação do método TBP.

"É uma honra participar de uma ação tão importante para o meio ambiente. A interação e o engajamento dos participantes desta segunda edição do Projeto Ambientação nos enchem de esperança, afinal, saber que tantas pessoas estão dispostas a promover transformação por um mundo melhor não tem preço", comemora Elaine Marques, coordenadora do projeto Ambientação.

Quase 100%

Em Rio Claro (SP), na câmara de vereadores, a aplicação do método TBP ajudou a reduzir em quase 100% a geração de resíduos do local. “Nosso foco era a implementação de um gerenciamento de resíduos, pois era preocupante gerar cerca de 1 tonelada de lixo por mês, onde tudo era misturado (orgânico e reciclável) e ia direto para o aterro sanitário", conta Luma Detoni Rozzollo, analista ambiental. Além do resultado, o grupo conseguiu, também, lucro financeiro de R$ 750,00 com a venda dos materiais recicláveis gerados na cozinha.

Outro caso interessante é o do diretor da Ecosuporte Assessoria Ambiental, Thiago Pietrobon, que aplicou o TBP na rede de supermercados São Vicente, de Itu (SP). O projeto visava buscar a redução do consumo de água na operação do supermercado e, de acordo com ele, a aplicação do método permitiu encontrar, como principal vilão no consumo de água, a vazão das torneiras da padaria - que fica no interior da loja. “Algumas (das torneiras) tinham vazão extremamente elevada, com isso, a solução encontrada foi a instalação de arejadores, que têm por função estrangular a vazão de água por minuto, sem perder a eficiência da torneira. A medição foi feita nas duas primeiras semanas após a implementação e, com o resultado, foi possível reduzir em 30,5% o consumo de água no ponto de ocorrência e, ainda, diminuir 21,6% na conta total do estabelecimento”, explica.

Pietrobon explica, ainda, que o retorno foi de R$ 1.300 em economia de água no mês. “Para isso, investimos apenas na aquisição de 25 arejadores, que somam R$ 450, e, também, na implantação de informativos e diálogos sobre economia, assim como adoção de procedimentos de limpeza de fornos e verificação de torneiras a cada três meses”, enfatiza o consultor ambiental. “Nossa meta é manter essa redução de consumo nos próximos meses”, finaliza.

Sobre a Fundação Toyota do Brasil

Há 10 anos, a Fundação Toyota do Brasil atua na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua criação, a Fundação Toyota do Brasil unificou e ampliou todos os projetos de responsabilidade social em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora Toyota do Brasil.

Nacionalmente, além do Projeto Arara Azul, a Fundação Toyota do Brasil patrocina desde 2011, o Projeto Toyota APA Costa dos Corais, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do governo federal. O projeto prioriza a conservação dos recifes de corais e ecossistemas associados ao peixe-boi marinho em uma área de 413 mil hectares nos estados de Alagoas e Pernambuco.

Localmente, a entidade agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a empresa possui unidades, como Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Porto Feliz (SP), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). As iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura.

Para mais informações, visite o site da Fundação Toyota do Brasil na internet www.fundacaotoyotadobrasil.org.br.

Mantenedora Toyota

Rodapé: Fundação Toyota do Brasil

Para entrar em contato com a Fundação Toyota do Brasil, envie uma mensagem para: contato@fundacaotoyotadobrasil.org.br

Arquivo PDF - 397 KBESTATUTO DA FUNDAÇÃO Link abre em nova janela.