Sala de Imprensa

Releases

18.12.2012

Projeto Arara Azul homenageia filme Rio

O Projeto Arara Azul, que trabalha no estudo e preservação da espécie no Pantanal sul-mato-grossense, homenageou o filme Rio, do diretor Carlos Saldanha, com o batizado de duas araras-azuis com os nomes de Blue e Jade, protagonistas da trama. A iniciativa de preservação da espécie, patrocinada pela Toyota desde 1989, e mais recentemente pela Fundação Toyota do Brasil, serviu de inspiração para o cineasta, que visitou o Refúgio Ecológico Caiman, sede do projeto, antes mesmo do início de produção do longa. As aves, que têm pouco mais de três meses de idade, arriscaram seus primeiros voos no início de dezembro.

“A Fundação Toyota apoia fortemente iniciativas que têm como objetivo conscientizar a população para a preservação do meio ambiente. O batizado dessas aves vem reforçar a imagem do Projeto Arara Azul usando como referência o filme que traduziu nossos objetivos de preservação e perpetuação da espécie”, destaca George Costa e Silva, diretor executivo da Fundação Toyota do Brasil.

Apesar dos nomes, Blue e Jade ainda não têm o gênero identificado, de modo que ao nascerem machos e fêmeas não apresentam dimorfismo sexual, ou seja, são semelhantes fisicamente. De acordo com a Neiva Guedes, bióloga, professora do Curso de Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Universidade Anhanguera-Uniderp e idealizadora do projeto, esta definição só pode ser identificada por meio de exames. “Geralmente, conseguimos descobrir o gênero destes indivíduos apenas por um exame de sangue ou de laparoscopia”, afirma.

A espécie que há duas décadas é considerada pela União Internacional para a Conservação da Natureza em risco de extinção eminente, com um registro de 1.500 araras em 1990, saltou para um número de cinco mil indivíduos, devido às ações do Projeto Arara Azul. Especialistas e pesquisadores contabilizam cerca de seis mil aves em toda a região da América do Sul, incluindo Pantanal Boliviano e Paraguaio.

Segundo Neiva, a maior ameaça além do tráfico desta espécie é a descaracterização de seu habitat. “A retirada das florestas, das matas, por desmatamento ou queimada, para colocar gado ou para plantar soja, é um problema que afeta diretamente a arara-azul e todos os animais da região”, revela.

O propósito do Projeto Arara Azul é realizar o acompanhamento das araras na natureza, o monitoramento de ninhos naturais e artificiais e o trabalho em conjunto com proprietários locais para a conservação da espécie. Para isso, diversos estudos são desenvolvidos na área de biologia básica, reprodução, comportamento, requerimento de habitat, manejo e educação ambiental para a conservação da espécie.

No início de dezembro, em homenagem aos relevantes serviços prestados à sociedade, que contribuem para a proteção do meio ambiente, melhoria da qualidade de vida e resgate da cidadania, o Instituto Arara Azul recebeu o Prêmio Destaque Ambiental oferecido pela OAB do Mato Grosso do Sul.

“A ação é uma importante iniciativa para a conservação da espécie, que já esteve em eminência de extinção, em seu habitat. A Fundação Toyota do Brasil acredita na seriedade do trabalho e dos profissionais envolvidos e continuará apoiando e investindo no projeto para a multiplicação e perpetuidade dos ótimos resultados que têm sido apresentados ano após ano”, ressalta o executivo.

O Projeto Arara Azul O Projeto Arara Azul foi a primeira ação patrocinada pela Fundação Toyota do Brasil no Pantanal sul-mato-grossense. A ação recebe o apoio da instituição desde 2009, embora já conte com a ajuda da Toyota desde a sua criação, em 1990.

No total, são monitoradas aproximadamente 3 mil aves, que vivem em 364 ninhos distribuídos por 47 fazendas pantaneiras. O apoio logístico para o monitoramento dos ninhos do projeto é feito com picapes Hilux, com tração 4X4, que permitem a locomoção da equipe de biólogos entre as regiões de preservação, onde as estradas são, em sua maioria, não pavimentadas.

Sobre a Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil tem suas atividades focadas na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua criação, a Fundação Toyota do Brasil também unificou e ampliou todas as ações de responsabilidade social já em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora, Toyota do Brasil.

A Fundação Toyota do Brasil agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a montadora possui unidades, em Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). Estas iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

Para entrar em contato com a Fundação Toyota do Brasil, envie uma mensagem para: contato@fundacaotoyotadobrasil.org.br

ESTATUTO DA FUNDAÇÃO

PARCEIROS