Sala de Imprensa

Releases

05.11.2012

Projeto Arara Azul registra o nascimento de 14 filhotes no período de julho a outubro de 2012

O projeto Arara Azul, desenvolvido pelo Instituto Arara Azul com patrocínio da Fundação Toyota do Brasil, registrou o nascimento de 14 filhotes no período entre julho e outubro de 2012. O resultado é uma prévia da estação reprodutiva, que, excepcionalmente, deve se prolongar até março de 2013. O pico dessa estação ocorreu somente no final de agosto, quando foram observados 12 ovos nos ninhos, número inferior a 2011, que foi de 38 ovos.

Segundo Neiva Guedes, bióloga responsável pelo projeto, o atraso e a redução de filhotes nesses primeiros meses se deve às alterações climáticas, mas não significa necessariamente que o nascimento de filhotes será inferior a 2011. “Com o atraso no início da postura de ovos, o período reprodutivo que costuma acontecer entre julho e janeiro, será prolongado até fevereiro ou março de 2013. Existe a perspectiva de observarmos posturas até o mês de dezembro. Só após esse período poderemos avaliar os resultados em relação aos anos anteriores”, afirma.

Nesses quatro meses de trabalho de campo, o projeto, que está completando 23 anos de sua criação em novembro, realizou 455 escaladas para monitoramento dos 116 ninhos artificiais e naturais localizados no Pantanal dos municípios de Miranda, Aquidauana, Bonito e Jardim, uma média de 10 a 13 monitoramentos por dia. Os resultados em ninhos artificiais, instalados pela equipe do projeto, continuam demonstrando a eficácia do método. Dos 14 filhotes observados no período, 7 nasceram em ninhos naturais e 7 em ninhos artificiais.

Para conseguir monitorar essas diversas localidades, muitas vezes em terrenos de difícil acesso, o projeto conta com o apoio de três picapes Hilux, com tração 4x4, que auxiliam no deslocamento da equipe, na instalação de ninhos artificiais, na observação da espécie, entre outras atividades. “A Hilux é tudo nesse projeto, sem ela seria impossível realizar as atividades, pois não conseguiríamos monitorar 10% dos ninhos na área que monitoramos hoje”, afirma Neiva Guedes.

Além do manejo e monitoramento dos ninhos, a equipe desenvolve estudos de biologia básica, reprodução e comportamento da espécie. E, para reforçar as atividades de preservação, o Instituto Arara Azul realiza trabalhos de conscientização, engajamento e educação ambiental com a comunidade local com o objetivo de mostrar a importância da conservação da espécie que, no final da década de 80, estava ameaçada de extinção, com apenas 1.500 indivíduos, e hoje, com as ações do projeto, já passam de 5.000.

“O Projeto Arara Azul é uma iniciativa importante para a conservação da espécie em seu habitat e a Fundação Toyota do Brasil, acreditando na seriedade do trabalho e dos profissionais envolvidos, continuará apoiando e investindo na iniciativa”, ressalta Ricardo Bastos, diretor-presidente da Fundação Toyota do Brasil. “A parceria reafirma nosso princípio de nos aliarmos a empreendimentos socioambientais sérios, respeitosos e, acima de tudo, plenamente comprometidos com a preservação do meio ambiente e com a comunidade local”, completa.

Em 2012, a Fundação Toyota do Brasil também está investindo na continuidade das atividades, por meio da construção do Centro de Sustentabilidade do Instituto Arara Azul, que servirá de base para o projeto e permitirá a execução de atividades que garantam a sustentabilidade das ações, além de possuir acomodações para receber estudantes e cientistas nacionais e internacionais, interessados em estágio e treinamento. O Centro está previsto para ser inaugurado no início de 2013.

Projeto Arara Azul

O Projeto Arara Azul foi a primeira ação patrocinada pela Fundação Toyota do Brasil no Pantanal Sul Mato-Grossense. A ação recebe o apoio da instituição desde 2009, embora já conte com a ajuda da Toyota desde a sua criação, em 1990.

No total, são monitoradas aproximadamente 3 mil aves, que vivem em 364 ninhos espalhados por 47 fazendas pantaneiras. O apoio logístico para o monitoramento dos ninhos do projeto é feito com picapes Hilux, com tração 4X4, que permitem a locomoção da equipe de biólogos entre as regiões de preservação, onde as estradas são, em sua maioria, não pavimentadas.

Sobre a Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil tem suas atividades focadas na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua criação, a Fundação Toyota do Brasil também unificou e ampliou todas as ações de responsabilidade social já em andamento, que estavam sob a responsabilidade da Toyota do Brasil.

A Fundação Toyota do Brasil agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a montadora possui unidades, em Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). Estas iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários. Para saber mais informações, visite o site da Fundação Toyota do Brasil na internetwww.fundacaotoyotadobrasil.org.br

Para entrar em contato com a Fundação Toyota do Brasil, envie uma mensagem para: contato@fundacaotoyotadobrasil.org.br

ESTATUTO DA FUNDAÇÃO

PARCEIROS