Sala de Imprensa

Releases

05.10.2011

Projeto da Fundação Toyota do Brasil para APA Costa dos Corais visa conservação e sustentabilidade da área no Nordeste brasileiro

1. O Projeto

O projeto Toyota APA Costa dos Corais é uma iniciativa que visa à conservação e sustentabilidade da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, criada para preservar os recifes de corais, proteger as áreas de manguezais, preservar o habitat e os ecossistemas associados ao peixe-boi-marinho – mamífero aquático mais ameaçado do Brasil –, bem como toda flora e fauna da região. O projeto é realizado pela Fundação Toyota do Brasil em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica.

A APA Costa dos Corais abrange oito municípios em Alagoas e três em Pernambuco e é uma das regiões mais belas do Brasil, com mais de 413 mil hectares de área protegida, que abriga a segunda mais importante barreira de corais do mundo. O local é considerado um imenso berçário da vida marinha, com mais de 185 espécies de peixes registradas e a presença de animais ameaçados de extinção como o mero, as tartarugas marinhas e o peixe-boi-marinho.

O projeto Toyota APA Costa dos Corais tem como prioridades a criação de um fundo de investimento, que garantirá a perpetuidade no apoio à gestão, proteção e sustentabilidade da APA; o suporte e financiamento de atividades de organizações e comunidades locais que já atuam em prol da conservação da área, o que inclui o Plano de Manejo e o empoderamento da comunidade para que desenvolva atividades e negócios sustentáveis ligados à pesca e ao turismo responsável dentro da área de proteção ambiental.

2. Fundo de Perpetuidade

O principal diferencial do Toyota APA Costa dos Corais consiste no estabelecimento de um fundo de perpetuidade que objetiva garantir a proteção, gestão e sustentabilidade perenes das áreas protegidas.

Durante os próximos dez anos, a Fundação Toyota do Brasil fará aportes para o crescimento constante dos recursos do fundo.

Para cumprir a sua meta, o fundo só poderá ser utilizado após adquirir capacidade de gerar, com seu próprio rendimento, os recursos necessários para a manutenção das atividades de gestão da área previstas no plano de trabalho do projeto.

“O Fundo de Perpetuidade criado pelo Toyota APA Costa dos Corais permitirá a continuidade das atividades do projeto ao longo dos anos. Garantir a perenidade e autonomia das ações de proteção e educação ambiental na APA é nossa principal motivação”, diz Luiz Carlos Andrade, membro do Conselho Curador da Fundação Toyota do Brasil.

3. Gestão Ambiental  

O Projeto Toyota APA Costa dos Corais irá também assegurar a integridade da área a partir do apoio e investimento em projetos e organizações já existentes focados na gestão ambiental da Costa dos Corais.

Dentre as atividades já mapeadas e passíveis de serem apoiadas estão a realização de estudos científicos, o suporte logístico e de infraestrutura para fiscalização, a realização de monitoramentos visando avaliar a efetividade das ações de preservação, a produção e execução de campanhas de informação e educação ambiental, e a promoção de negócios que conciliem conservação da biodiversidade e geração de renda para as comunidades locais.

“A criação do Toyota APA Costa dos Corais é uma iniciativa inovadora, que une diferentes públicos e promove a ação efetiva em prol da proteção perene da área. Este projeto, patrocinado pela Fundação Toyota do Brasil, irá garantir a conservação do meio ambiente, de modo que a sociedade possa continuar usufruindo dos serviços ambientais prestados por aquele ecossistema e que as futuras gerações tenham também o privilégio de conhecer uma das áreas mais bonitas do planeta”, completa Andrade.

4. Plano de Manejo

Outra ação propiciada pelo projeto Toyota APA Costa dos Corais será a implementação do Plano de Manejo da APA Costa dos Corais pelo ICMBio – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade –, órgão ambiental do governo brasileiro responsável por implantar, gerir e monitorar as Unidades de Conservação Federais.

Além de promover a ampliação, renovação e manutenção dos ativos da APA, como as bases operacionais, veículos, equipamentos de fiscalização e barcos, a Fundação Toyota do Brasil estimulará a produção de conhecimento científico pelas universidades e instituições locais, a ampliação das áreas de exclusão de pesca – essenciais para a recuperação da biodiversidade –, o ordenamento do turismo de baixo impacto, a preparação e engajamento de representantes da população local como agentes ambientais remunerados e a valorização das manifestações culturais, contribuindo para o resgate da cultura regional.

Ainda como elementos fundamentais do Plano de Manejo, os onze municípios inseridos na APA participarão de programas de educação ambiental e de comunicação social, que terão como finalidades o empoderamento dos indivíduos e a ampla divulgação dos princípios de utilização consciente da área, para que tanto a população local quanto os turistas se sintam co-responsáveis pelo trabalho de conservação.

Uma das recentes iniciativas aconteceu em setembro passado, no município de Japaratinga, Alagoas, quando a APA teve seu Conselho Consultivo formalmente empossado pelo ICMBio. Composto por 27 titulares e pelo mesmo número de suplentes, o Conselho conta com a participação, entre outros, de representantes das comunidades, governos locais, pescadores, empresários, universitários e órgãos ambientais.

“Essa ação conjunta entre o poder público, a iniciativa privada, o terceiro setor e a sociedade civil na gestão de uma Unidade de Conservação é inédita no país e, tenho certeza, servirá de exemplo para outros projetos de conservação ambiental”, afirma Marcelo Françozo, Chefe da APA Costa dos Corais.

5. APA Costa dos Corais

A Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais é a Unidade de Conservação marinha brasileira que, pioneiramente, estabeleceu a base legal para o uso sustentado e preservação dos recifes costeiros.

Criada por decreto Federal, em 27 de outubro de 1997, a APA estende-se desde o litoral sul de Pernambuco até o norte de Alagoas, entre os municípios de Tamandaré e Paripueira.

Esta área protegida de mais de 413 mil hectares, que abrange três municípios pernambucanos e oito alagoanos, é a primeira Unidade de Conservação Federal a preservar parte dos recifes costeiros distribuídos por cerca de 3 mil quilômetros da costa do nordeste do Brasil.

Na área existem 185 espécies registradas de peixe, além de espécies ameaçadas de extinção como o peixe-boi marinho, o mero e de tartarugas marinhas.

6. Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil tem suas atividades focadas na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua criação, a Fundação Toyota do Brasil também unificou e ampliou todas as ações de responsabilidade social já em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora, Toyota do Brasil.

A Fundação Toyota do Brasil agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a montadora possui unidades, em Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). Estas iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

Para saber mais informações, visite o site da Fundação Toyota do Brasil na internetwww.fundacaotoyotadobrasil.org.br

Para entrar em contato com a Fundação Toyota do Brasil, envie uma mensagem para: contato@fundacaotoyotadobrasil.org.br

ESTATUTO DA FUNDAÇÃO

PARCEIROS