Sala de Imprensa

Releases

13.09.2017 Fazer download

Revitalização de biblioteca pública faz número de visitantes aumentar em 400%

  • Reforma do espaço em São Bernardo do Campo pela Fundação Toyota do Brasil contribui com resultados expressivos;

Desde a sua inauguração há sete meses, a Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato de São Bernardo do Campo, em São Paulo, já apresenta números bastante expressivos. O número de visitantes, contabilizado por um sistema contemplado na revitalização, cresceu 400%. Entre janeiro e junho, o volume de visitantes foi de 81.610, contra o de 14.902 do mesmo período de 2015. O empréstimo de livros também cresceu consideravelmente. De 8.096 em 2015 passou para 17.565 em 2017 no primeiro semestre.

O resultado é fruto da revitalização do espaço, patrocinada pela Fundação Toyota do Brasil, durante seis meses de 2016. Seguindo os preceitos ambientais da entidade, o conceito da revitalização da Biblioteca Monteiro Lobato foi todo construído sob uma base sustentável desde o planejamento até a execução. O prédio ganhou ainda o conceito ‘verde’ por meio da instalação de painéis de energia solar e reúso de água da chuva, conforme uma das placas informativas instaladas no local. A captação do recurso hídrico é feita nos telhados por caixas que direcionam para uma cisterna, localizada na área gramada do espaço e que tem capacidade de cinco mil litros.

A água é bombeada para um reservatório elevado e distribuída para os vasos sanitários dos banheiros da biblioteca, podendo gerar uma redução de até 30% no consumo de água potável. Já os painéis convertem os raios solares em energia elétrica, abastecendo os postes da área externa do espaço público e da Praça Jorge Singer. Os painéis solares contam com uma fotocélula, sensor de luz automático, que identifica o baixo grau de luminosidade, garantindo a iluminação no período noturno ou de baixa luz por até 12 horas consecutivas.

A maior novidade foi a nova sala multiuso, para até 120 pessoas sentadas e o Espaço Café, que pode ser frequentado independente do funcionamento da biblioteca. No primeiro andar estão as salas de trabalho Braille, livros raros, espaço de estudos, espaço digital, gabinete de estudos, diretoria e a administração da unidade.

A Fundação Toyota do Brasil otimizou os recursos e conseguiu uma economia de 5% do orçamento original, realizando a obra com o valor de R$ 4,5 milhões. Ao final da reforma, a Fundação Toyota do Brasil identificou duas outras demandas para o espaço de uso social, a internet e o controle de visitantes do local. Por isso, a entidade investiu mais R$ 500 mil na contratação de oito pontos de Wi-Fi, que são gratuitos aos visitantes, e na compra de 14 computadores, dois notebooks, dois tablets, dois videogames, que estão instalados no espaço digital. Foi adquirido também um portal eletromagnético, que ajuda a mensurar o número de visitantes e um sistema de acompanhamento de empréstimos de livros.

Primeira cidade a receber uma fábrica da Toyota fora do Japão, São Bernardo do Campo (SP) tem importância histórica para a marca japonesa. Após a criação da Fundação Toyota do Brasil, em 2009, a entidade vem ampliando o investimento em ações que visam a formação dos cidadãos, a conservação do meio ambiente e a contribuição no desenvolvimento das comunidades.

Sobre a Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil atua na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua instituição, a Fundação Toyota do Brasil unificou e ampliou todos os projetos de responsabilidade social em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora Toyota do Brasil.

Nacionalmente, a Fundação Toyota do Brasil patrocina desde 2009 o Projeto Toyota APA Costa dos Corais, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do governo federal. O projeto prioriza a conservação dos recifes de corais e ecossistemas associados ao peixe-boi marinho em uma área de 413 mil hectares nos estados de Alagoas e Pernambuco.

No Pantanal sul-mato-grossense, o apoio de mais de duas décadas ao Projeto Arara Azul nas atividades de proteção e monitoramento da espécie retirou, em 2014, a ave da Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção. Na década de 90, especialistas contabilizavam cerca de 1.500 aves e hoje, com o apoio da Toyota, estima-se uma população de 5 mil aves naquela região. No estado de São Paulo, a entidade promove o projeto Águas da Mantiqueira, iniciativa de pesquisa em conservação da biodiversidade, que visa o planejamento territorial e o desenvolvimento socioeconômico de forma sustentável do município paulista de Santo Antônio do Pinhal, na Serra da Mantiqueira - cordilheira que é a maior província de água mineral do mundo.

Localmente, a entidade agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a empresa possui unidades, como Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Porto Feliz (SP), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). As iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

Para mais informações, visite o site da Fundação Toyota do Brasil na internet www.fundacaotoyotadobrasil.org.br.

Para entrar em contato com a Fundação Toyota do Brasil, envie uma mensagem para: contato@fundacaotoyotadobrasil.org.br

ESTATUTO DA FUNDAÇÃO

PARCEIROS